Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

A comemoração do dia 3 de dezembro tem como objetivo promover uma maior compreensão relativamente aos assuntos relacionados com a deficiência, assim como, mobilizar a sociedade civil e as entidades com poder para se mobilizarem em torno da defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar das pessoas portadoras de deficiência. Entre estes direitos está a integração destas pessoas na vida política, social, económica e cultural.

O Agrupamento de Escolas de Marvão, como já vem sendo habitual, não ficou indiferente a esta data! Numa articulação entre a Equipa de Educação Especial e a Psicóloga do Serviço de Psicologia e Orientação foram dinamizadas, no dia 5 de dezembro, as seguintes atividades:

Ao longo da manhã…

– Apresentação do projeto “Mym – Eu consigo”, pela docente Laura Chagas do CRTIC do Agrupamento de Escolas do Bonfim, Portalegre, na Biblioteca Escolar da EBI com JI de Ammaia, e na qual participaram os alunos da educação pré-escolar e do 1º ciclo da referida Escola;

– Apresentação na primeira pessoa, em todas as turmas da EBI com JI de Ammaia, de um poema alusivo à temática celebrada, elaborado por aluno da Escola.

Durante a tarde…

– Workshop de Ajudas Técnicas, dinamizado pelo Técnico de Reabilitação Psicomotora, Rui Batista, da Santa Casa da Misericórdia de Marvão, com a presença especial de um utente da Instituição, dinamizado no Ginásio da Escola, e no qual estiveram presentes os alunos do 1ºciclo da EBI com JI de Ammaia, os alunos do Clube de Radio e do Clube de Artes da Escola e alguns alunos que se encontravam no espaço escolar. Esta atividade foi ainda enriquecida com o testemunho, na primeira pessoa, de uma aluna da Escola que, recentemente, necessitou de algumas das ajudas técnicas apresentadas pelo Técnico supracitado.

Todas as atividades foram concretizadas com sucesso e o seu contributo bastante positivo.

Agradecemos, deste modo, a participação de todos os alunos e respetivos docentes. Deixamos um agradecimento muito especial aos nossos convidados, a docente Laura Chagas, o Técnico Rui Batista, e o Sr. José, sublinhando que será sempre um prazer recebê-los no nosso Agrupamento.

Refeições Escolares – Períodos de Interrupção letiva – Natal e Páscoa

De acordo com o Despacho Normativo nº 6/ 2018, durante as Interrupções letivas de Natal e Páscoa, mantêm-se em funcionamento os serviços de refeições escolares com as mesmas condições de pagamento do restante ano letivo, para os alunos beneficiários da Ação escolar.
Informamos ainda que a aquisição de senhas de almoço é obrigatória, mantendo-se o mesmo procedimento como nos dias em que há atividade letiva.

Cerimónia de entrega de Diplomas/Prémios – Quadro de Excelência e de Valor

No passado dia 13 de novembro, realizou-se na escola da Portagem, a Cerimónia de entrega de Diplomas/Prémios aos alunos do Agrupamento que integram os Quadro de Excelência e de Valor, referentes ao ano letivo 2017/ 2018.
A cerimónia realizou-se ao final da tarde e estiveram presentes o Diretor do Agrupamento, o Presidente do Conselho Geral, o Vereador do Município e os quatro Presidentes das Juntas de Freguesia do Concelho.
Foram dirigidas felicitações e palavras de agradecimento e incentivo aos alunos, familiares e comunidade em geral.
A apresentação esteve a cargo da aluna Carlota Dias que com muita alegria e empenho desempenhou a sua função.
Os Professores Titulares e Diretores de Turma entregaram aos seus alunos os respetivos Diplomas e os Presidentes das Juntas de Freguesia os prémios monetários aos alunos que integravam os anos terminais de ciclo.
Parabéns a todos e votos de que, futuramente, sejam ainda mais os alunos merecedores desta homenagem!

O Sonho

Os alunos do 5º ano, turma de Teatro, fizeram uma apresentação na cerimónia de entrega de prémios do Quadro de Valor e Excelência.

Recorreram a um texto original para esta apresentação.

O SONHO

Entrou no quarto fechado…
Era um quarto de brinquedos…
Estava um silêncio calado…
Nesse mundo de segredos…

 

Empregada, mas menina,
Neste mundo de brincar…
Vestida com uma batina,
Que era pr’a não se sujar…

 

Na sala o relógio tocava
As horas, em badaladas,
E à mesma hora arrumava
Os brinquedos nas bancadas

 

Mal tocou na bailarina,
Para ajeitar o vestido,
Ela pôs-se a dançar,
Num salero remexido,
Uma dança singular.

 

E, com ar doce e macio,
Dançou até terminar

 

Num bonito rodopio.
Lá a pôs na prateleira
E, depois de a ajeitar,
Ela sorriu prazenteira!

 

Em dois bonecos, pegou
Astronautas? Pareciam…
No foguetão os poisou
Mas eles dali não partiam

 

Bem carregou no botão
Até contou ao contrário
Mas o raio do foguetão
Ali ficou, estacionário.

 

E viu uma outra boneca
Segura por muitos fios
Era uma marioneta
Com ar de fados vadios

 

Pôs-se a puxar nos cordéis,
Tal como no Circo vira,
Ficou para ali, aos papéis
Toda torta, não admira!

 

Numa outra prateleira
Dois mimos p’ra ela olharam
E, com ar de brincadeira,
As imitações começaram

 

O gesto que um fazia,
Um adeus ou um piscar,
Logo o outro repetia
Sem nunca se enganar.

 

Ao lado, o gato dormia
Ronronando bem baixinho
Assim que ela lhe mexia
Abria o olho, devagarinho.

 

Miou para a assustar
Assanhou o pelo todo
Mas deixou-se acariciar
Soube-o levar no engodo

 

Assustou-se com o urso
Com ar ameaçador
E como arma de recurso
Disse-lhe que era um amor

 

O urso assim que ouviu
Falar de amor, outrossim,
Os braços enormes abriu
E deu-lhe um abraço sem fim!

 

E depois daquele abraço,
Que parecia não acabar,
Meteu logo no regaço
As bonecas p’ra limpar

 

Eram bonecas de trapo
Vestidas de cores garridas
Umas estavam num farrapo
Outras de roupas descosidas

 

Mas havia outras bonecas
Bem vestidas, elegantes,
Veludo até nas cuecas,
Brocados e diamantes…

 

Até pareciam princesas
Cheias de pó, as coitadas,
Mas ficaram umas belezas
Assim que foram espanadas

 

E, quando o relógio tocou,
As horas do fim do dia
Tudo ao seu lugar voltou
Deu-se por finda a Magia.

 

 

Raul de Amaral-Marques , Outubro 2018

 

 

Nos bastidores…

 

Halloween e Dia de los Muertos

Comemorámos o “Halloween” e o “Dia de los Muertos” na escola. O Departamento de Línguas articulou esforços com o clube de Artes na produção de adereços para decorar a sala de alunos, onde decorreu o desfile/concurso de pinturas faciais. Foram 18 os alunos de 2º e 3º ciclos que participaram criativamente nesta atividade, criando sérias dificuldades aos três elementos do júri, Andreia Matos (docente de Espanhol), Filipe Martins (membro da direção) e São Neves (docente de EV/responsável pelo clube de Artes). Parabéns a todos os participantes e também aos alunos que elaboraram máscaras para reproduzir uma “Ofrenda”, tradição do “Dia de los Muertos”.

A terra treme – simulacro na escola

O exercício nacional A TERRA TREME realizou-se no passado dia 5 de novembro, pelas 11h05.

Esta iniciativa foi promovida pela Autoridade Nacional de Proteção Civil e procurou chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

Teve a duração de apenas 1 minuto, durante o qual os participantes foram convidados a executar os 3 gestos que salvam: BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR.

Muitas zonas do globo são propensas a sismos e Portugal é um território com zonas particularmente sensíveis a este risco. Podemos estar em qualquer lado quando começar um sismo, mas estaremos preparados para enfrentar uma situação deste tipo e recuperar dela rapidamente?

Texto adaptado de http://www.aterratreme.pt/o-exercicio/

Encontro com escritora

Hoje, dia 30 de outubro, tivemos o prazer de receber, nas bibliotecas do Agrupamento de Escolas de Marvão, a escritora Alda Palmeiro e a ilustradora Marta Sequeira, para nos apresentarem o livro “Uma Joaninha sem pintas, mas com muita pinta”. Contaram a história com fantoches magníficos!!! Adorámos!! Muito obrigada por este momento tão agradável!!!